A Comissão de Angariação dos Fundos de Solidariedade para a População de Manegue disse que a situação do incêndio que aconteceu em canhabaque merece atenção do governo

A Preocupação desta comissão vem na sequência do incêndio registado no dia 13 do mês corrente, em canhabaque concretamente na tabanca de Meneque, que deixou 337 pessoas sem-abrigo.

O coordenador desta comissão Augusto Jaime disse esperar que o governo possa ter influência por forma a conseguir mobilizar fundos que permita dar a cobertura a esta situação.

“A situação como esse tem que merecer a atenção do próprio governo, então esperamos que o governo possa ter a influência na mobilizaçao dos fundos para dar cobertura a esta situação”, explicou.

Augusto Jaime disse por outo lado, que apesar de já receberam alguns apoios de certos partidos políticos tais como do PAIGC e MADEM-G15, a população de MENEQUE continuam ainda a deparar-se com enorme sofrimento, diz acrescentando que “ainda esperamos receber mais gestos desse tipo porque o sofrimento é enorme”.    

A Comissão de Angariação dos Fundos de Solidariedade para a População de MANEGUE, disse que já entrou em contacto com diferentes organizações e com as próprias entidades governamentais, com o propósito destes últimos conceder a cobertura a esta situação de incêndio que aconteceu em Canhabaque, e que deixou 337 pessoas sem-abrigo nem alimentos.

Por: Diana Vaz    

Escreva à RSM

email 

Entre em contato com a Rádio Sol Mansi.

Continuar

Ajuda RSM

helpContribua para a manutenção dos nossos equipamentos e a formação da nossa equipa.

Ajuda

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più