A delegação da Rede de Estruturas de Gestão Eleitoral na África Ocidental reuniu, esta quinta-feira, com o governo, para avaliar os aspectos técnicos e jurídicos e operacionais ligados às eleições legislativas de 18 de Novembro próximo

A reunião decorreu no palácio do governo e estava presidente o ministro da presidência do conselho de ministro.

Á saída, o presidente da Comissão Nacional das Eleições (CNE), José Pedro Sambu, que também integra a missão, diz que o modelo dos materiais apresentados corresponde ao adoptado pelo Governo e os apoios da Nigéria são bem-vindos tendo em conta a sua capacidade daquele país em formar os seus equipamentos.

José Pedro Sambu explica ainda que a equipa está no país para fazer demonstrações dos materiais permitindo o governo decidir se manterá ou não os pedidos.

O recenseamento eleitoral de raiz deve começar dentro de 21 dias mas o governo ainda não dispõe dos materiais desejados.

No entanto o primeiro-ministro continua a demonstrar a determinação em realizar as eleições da data prevista, a 18 de Novembro próximo.

Entretanto, a delegação chefiada pelo presidente da Rede e igualmente presidente da Comissão Nacional das Eleições da Nigéria, também mantém encontros com os partidos políticos representados no parlamento e com o presidente do parlamento para, igualmente, avaliar, em pormenores, as necessidades ou capacidades das partes nacionais interessadas no processo e, em particular, a Comissão Nacional de Eleições (CNE), para identificar o apoio que os parceiros internacionais podem proporcionar para o sucesso das eleições.

 

Por: Elisangila Raisa Silva dos Santos / Binta Djata

Podcast

podcast

Escute quando quiser as emissões da Rádio Sol Mansi.

 

 

 

Ouvir

Escreva à RSM

email 

Entre em contato com a Rádio Sol Mansi.

Continuar

Ajuda RSM

helpContribua para a manutenção dos nossos equipamentos e a formação da nossa equipa.

Ajuda

Subscreva notícias

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più