Diferentes líderes Islâmicos da Guiné-Bissau pedem entendimento entre os guineenses. O pedido foi deixado, esta quinta-feira (20/07), à saída do encontro, que durou de mais de duas horas, com o presidente da república, José Mário Vaz

Numa conversa à imprensa o porta-voz dos líderes islâmicos, Amadu Siradju Bari, diz que no encontro foi discutido a colaboração com a comunidade islâmica.

Segundo ele a paz é o que pode levar a Guiné-Bissau para frente.

“O chefe de estado é quem Deus escolheu como seu substituto no país, mas existe o chefe espiritual. Então estes dois chefes colaboram para puderem concertar e pedir o apoio como o chefe de Estado está a fazer neste momento”, enaltece.

Amadu Siradju Bari diz ainda que não interferem nas questões políticas e estavam na presidência da república para responder em nome da liderança religiosa.

“Só viemos aqui falar da forma que podemos entender é o que interessa a comunidade religiosa, o nosso interesse é a Guiné-Bissau”, afirma.

Nas últimas semanas o presidente da república, José Mário Vaz, tem mantido encontros com os líderes políticos e com a comunidade religiosa mas ninguém todos preferiram não falar à imprensa.

 

Por: Elisangila Raisa Silva dos Santos / Anézia Tavares Gomes

Escreva à RSM

email 

Entre em contato com a Rádio Sol Mansi.

Continuar

Ajuda RSM

helpContribua para a manutenção dos nossos equipamentos e a formação da nossa equipa.

Ajuda

Subscreva notícias