A chefe de Serviço da protecção do meio ambiente marinha do Instituto Marítimo Portuário manifestou-se preocupado com elevado índice de lixos no mar que prejudicam muitos seres vivos que lá habitam.

Uma enorme quantidade de resíduos plásticos afecta diversos ecossistemas no oceano.

A preocupação manifestada esta terça-feira (29 de Agosto) pela Natenaram Raimundo António Cabral durante a visita das crianças do Centro de Desenvolvimento Comunitário de Brá-2 ao porto de Pinjiguite no quadro de actividade de campo de férias.

A responsável ilustrou as consequências negativa do saco plástico no mar uma vez que poderá comprometer a vivência de muitos seres nomeadamente peixe.

Natenaram António Cabral apontou “a reciclagem é a principal forma de evitar que o lixo doméstico vá parar nos mares”.

Para, o director do Centro, Ensa Camara a iniciativa visa proporcionar momento de campo de férias para as crianças a fim de aprofundar os conteúdos realizada durante ano escolar.

Associação dos Moradores e Amigos do Bairro Militar, no quadro do programa de Educação, Apoiada pela ONG Acção Nacional para Desenvolvimento Comunitária (ANADEC), implementa actividades pré-escolar a favor das crianças de 3 à 5 anos de idade através do jardim Infantil Mário Barbosa.

Por: Marcelino Iambi

Escreva à RSM

email 

Entre em contato com a Rádio Sol Mansi.

Continuar

Ajuda RSM

helpContribua para a manutenção dos nossos equipamentos e a formação da nossa equipa.

Ajuda

Subscreva notícias