O Secretário de Estado dos Combatentes da Liberdade da Pátria assegurou, hoje (14), que o país tem a obrigação de servir os veteranos da guerra da libertação nacional.

O governante falava aos jornalistas após visitar algumas cooperativas dos combatentes assim como a residência dos antigos Combatentes em Antula.

Segundo Augusto Nhaga, se o país hoje é considerado soberano, é porque estes homens dispensaram tudo na altura para conseguir a independência nacional.

“O país tem a obrigação de servir estas pessoas, porque se reclamarmos da soberania guineense, que somos um Estado soberano, não podemos esquecer que temos à dívida para pagar os que deixaram na altura tudo para libertar o país sob a colónia portuguesa e se alguns destes continuam ainda entre nós, temos a obrigação enquanto servidor do Estado de lhes prestarem bom serviço”, considerou.

Brandão Bull Damat, da comissão instaladora dos antigos combatentes no prédio de Antula, disse estar revoltado com a situação em que se encontram os homens que derem a vida para a liberdade do país.

“Que melhorem a condição dos Combatentes, que vejam os Combatentes como libertador da pátria, não podemos libertar esta pátria e voltamos a ser puxadores da carrinha de mão (…). Até hoje, nenhum Combatente tem a dignidade, quando alguém quer o poder vangloria com o nome dos Combatentes e depois nada. Que governo preste atenção aos combatentes. Queremos a reforma, muitos já morreram e agora a nossa reforma é no cemitério”, reclamou um antigo combatente.      

Em relação as cooperativas dos combatentes que se encontra no estado avançado da degradação, em alguns casos agora assumidas por particulares de boa vontade, Augusto Nhaga, promete levar a preocupação ao executivo para analisar a forma de retomar as cooperativas.

Por: Braima Sigá

Podcast

podcast

Escute quando quiser as emissões da Rádio Sol Mansi.

 

 

 

Ouvir

Escreva à RSM

email 

Entre em contato com a Rádio Sol Mansi.

Continuar

Ajuda RSM

helpContribua para a manutenção dos nossos equipamentos e a formação da nossa equipa.

Ajuda

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più