A presidente da Rede da Paz e Segurança para as Mulheres no Espaço da CEDEAO (REMPSECAO-GB) exorta a Comunidade Internacional, a sociedade civil e os partidos políticos nacionais para trabalharem num processo que favoreça o diálogo, o entendimento e a reconciliação nacional

Elisa Tavares Pinto falava, esta quinta-feira (08), na abertura dos trabalhos do fórum de “Relançamento e Acompanhamento do Diálogo Politica na Guiné-Bissau” organizado pela REMPSECAO-GB através do Instituto Goree, que junta num dos hotéis da capital, durante dois dias, mais de cinquenta (50) participantes incluindo partidos políticos, ONG,s e entidades religiosas.

Segundo Elisa, por vezes, “ o metido de arbitragem” só emerge o sentimento da vitória e da derrota “isso não é bom e aconselhável para o nosso país”.

“A Guiné-Bissau precisa de reconciliação, do estado de graça e do perdão. Já vivemos vários episódios de guerra e da violência, estes três anos vivemos uma espécie de guerra civil que dividiu de uma forma brutal a nossa sociedade, espero que devemos pôr a mão na consciência para trabalhar na alteração deste quadro, mas devemos mesmo trabalhar juntos”, adverte.

Elisa defendeu por outro lado que a sociedade civil tem um papel importante a jogar nos processos políticos institucional do país, desde que mantiver isenta e fora do jogo politico, que tem vindo acontecer ao longo e sobre tudo desta crise.

“Durante estas duas semanas de contactos e de auscultações feitas a todas as partes envolvidas no processo em curso no país, entendemos que a situação política e institucional é profunda e complexa, isto exige de nós, um trabalho profundo em prol da solução e não de continuar a deitar mais lenhas na fogueira. Actuar em prol do diálogo, da mediação e da facilitação é o melhor caminho de que tentar arbitrar a situação”, enfatiza.

Durante os dois dias os participantes vão trabalhar no assunto ligado a actual crise político-institucional e igualmente irão reflectir na estratégia para a saída da crise política que assola o país.

 

Por: Elisangila Raisa Silva dos Santos / Braima Siga

Imagem: Braima Siga

 

Escreva à RSM

email 

Entre em contato com a Rádio Sol Mansi.

Continuar

Ajuda RSM

helpContribua para a manutenção dos nossos equipamentos e a formação da nossa equipa.

Ajuda

Subscreva notícias