Um (01) morto e cinco (05) feridos é o resultado do confronto entre as forças senegalesas e um grupo de guineenses que tentou passar, esta quinta-feira (08), pela fronteira leste com o Senegal para a cerimónia de Geara (oração) de Tcherno Amadu

Segundo informações recolhidas pela Rádio Sol Mansi (RSM), junto dos testemunhos que se encontravam no local, o incidente teria começado quando supostamente as autoridades senegalesas tentaram obrigar as pessoas a pagarem 2.500 francos cfa (por viatura) em vez dos 1.000 francos “que é o habitual para a travessar a fonteira”.

Ouvido pela RSM, Demba Gina Balde, que juntava a comitiva dos guineenses, disse que as forças senegalesas que se encontraram no local "dispararam com armas de fogo contra as pessoas".

"Durante a discussão prenderam um rapaz guineense, colocaram colmos nele e começaram a torturá-lo. Depois do rapaz fugir do gabinete onde estava a ser torturado alguns elementos das forças senegalesas tentavam tirá-lo á força nas nossas mão e depois deram tiros ao ar e as pessoas dispersaram e de seguida atiraram contra nós e atingiram cinco elementos e um morreu no local", explica Demba na mesma entrevista á RSM.

Segundo Demba Gina Baldé, os cinco feridos foram evacuados de imediato para o hospital de Pirada (leste do país) onde estão a receber cuidados médicos, mas nas primeiras horas não teve a presença das autoridades nacionais.

Também ouvido pela RSM, esta manhã, o comandante da Guarda Nacional (GN) em pirada, Malam Cote, disse que as autoridades guineenses - na zona leste da fronteira, já estão no terreno e receberam informações que a pessoa que supostamente disparou contra a parte guineense está foragida neste momento.

"Estamos aqui para defender as populações. Quando se toca nos populares significa que estás a brincar com as nossas próprias vidas", adverte.

Malam Cote disse ainda que os policiais de investigação criminal já estão no local a fazer o levantamento do caso.

A RSM continua ainda a seguir o desenrolar da situação na fronteira leste entre Guiné-Bissau e Senegal que motivos morto e cinco feridos.

 

Por: Elisangila Raisa Silva dos Santos

Escreva à RSM

email 

Entre em contato com a Rádio Sol Mansi.

Continuar

Ajuda RSM

helpContribua para a manutenção dos nossos equipamentos e a formação da nossa equipa.

Ajuda

Subscreva notícias