19
Dec
2019

utir-se a greve no sector da educação, o que prejudica a aprendizagem dos alunos e o desenvolvimento do país.

Numa entrevista alargada à RSM, Dautarim da Costa disse que as constantes paralisações há mais de duas décadas, no sector educativo, reflecte negativamente na instrução das crianças, prejudicando igualmente o país.

Na mesma entrevista, o titular da pasta da educação pede os sindicatos para acabarem com a greve para estabilização do sistema.

Dautarin da Costa disse ainda que os professores não podem ser dignificados enquanto não funcione a instituição na qual trabalham, pelo que pede a colaboração.

O ministro da educação nacional disse esta quarta-feira que o país atravessa uma transição política e que o momento não é de paralisar o sector educativo.

Greve dos professores tem consequências negativas

Mestre na ciência da Educação Lamine Sonco disse que a greve de 60 dias dos sindicatos dos professores agendada para Janeiro de 2020, pode provocar o aumento da emigração irregular no país.

A ideia transmita, esta quinta-feira (19), ao microfone da RSM, durante análise de pré-aviso de greve dos sindicatos dos professores, cuja primeira fase termina, amanhã.

Lamine Sonco disse que a greve tem consequências negativas na vida das pessoas por isso, sustenta que a situação da greve deve ser resolvida para a formação de pessoas capazes de ajudar a desenvolver o país.

Por outro lado, Sonco disse que a retirada da carga horária de alguns professores é desmotivada pelos professores mas o governo deve resolver a situação com base num diálogo franco com os docentes.

 

Por: Elisangila Raisa Silva dos Santos / Quina Nhaté / Turé da Silva

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più