SÃO TIAGO DAS MARCAS

 Origens

Ele nasceu no ano 1394, em Monteprandone, pertencente à província de Ascoli Piceni, que fica na região de Le Marche (das Marcas), na Itália. Foi batizado com o nome de Domingos Gangali. Ficou órfão desde pequeno. Por isso, um tio assumiu sua educação. Homem de Deus, esse tio, sabiamente, o educou no seguimento de Cristo.

Advogado e franciscano

Domingos estudou na cidade de Perugia. Lá, diplomou-se em Direito Civil, juntamente com outro santo, o famoso João de Capistrano. Depois, decidiu deixar a advocacia para entrar na Ordem Franciscana. Estudou teologia e recebeu a ordenação sacerdotal. Adotou, então, o nome de Tiago, que passou a ser completado com o apelido "das Marcas", por causa de sua origem geográfica.

Discípulo de um santo

Frei Tiago das Marcas foi discípulo de Bernardino de Sena, outro grande santo contemporâneo e também franciscano. Na época, São Bernardino destacava-se como o maior dos pregadores na Igreja. Seguindo o exemplo de seu mestre, Tiago das Marcas sentiu-se chamado a dedicar sua vida ao ministério da pregação. Assim, como pregador do Evangelho, ele percorreu vários países da Europa como Itália, Boêmia, Polônia, Bósnia e Hungria. E ele fez isso obedecendo a ordens diretas vindas de Roma.

Fundador itinerante

Frei Tiago das Marcas ficava num mesmo lugar somente o tempo necessário para construir um novo mosteiro ou restaurar a observância primeira da Regra Franciscana. Depois, partia, enviado a um novo desafio ou ao cumprimento de uma das difíceis e delicadas missões em nome da Igreja. Os Papas Eugênio IV, Nicolau V e também Calisto III, enviaram-no em várias missões especiais em nome da Igreja.

Firme nas batalhas

Frei Tiago das Marcas também atuou nas cruzadas, acompanhando São João de Capistrano, seu colega de estudos, em pregações contra os turcos invasores. Ele foi um dos articuladores da famosa vitória de Belgrado, no ano 1456. Humilde e sincero nos conselhos de Jesus Cristo, ele jamais almejou subir em cargos na Igreja. Tanto que recusou ser aclamado bispo de Milão.

Austeridade

Como Franciscano, Frei Tiago das Marcas levava uma vida cheia de austeridade. Vivia entre jejuns e penitências. Devoto de Nossa Senhora de Loreto, pediu a ela a graça de poder pregar as verdades eternas com eficácia. Tal oração foi prontamente atendida, pois, desde então, sua pregação alcançou verdadeiros milagres, tocando os corações e levando a conversões que todos julgavam impossíveis.

Morte

Os severos jejuns que fazia enfraqueceram seu corpo. Por isso, ele chegou a receber a unção dos enfermos por nada menos que seis vezes. Mesmo assim, porém, veio a falecer somente aos 90 anos. Estava ele em Nápoles e, antes de morrer, pediu perdão aos confrades pelo mau exemplo que, julgava ele, tinha sido sua vida. Faleceu em 28 de novembro de 1476. Seus restos mortais foram depositados na igreja de Santa Maria Nova, em Nápoles. Há registro de inúmeros milagres operados pela intercessão de São Tiago das Marcas, tanto quanto estava vivo, quanto depois de sua morte. Sua canonização foi celebrada pelo Papa Bento XIII em 1726.

Oração a São Tiago das Marcas

“Ó Deus, fizestes de São Tiago das Marcas um grande arauto do Evangelho, para salvação das almas e para chamar os pecadores de volta ao caminho das virtudes; concedei que, por sua intercessão, purificados de todo pecado, alcancemos a vida eterna. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.”

Conhece alguém com este nome? Descubra o que é um Presente Onomástico.

Escreva à RSM

email Entre em contato com a Rádio Sol Mansi.

Continuar

Ajuda RSM

helpContribua para a manutenção dos nossos equipamentos e a formação da nossa equipa.

Ajuda

Subscreva notícias

© 2019 Radio Sol Mansi
Cookie Policy | Privacy Policy

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più