Santa Josefina Bakhita

Santa Josefina Bakhita nasceu no Sudão, em 1869, foi uma escrava que conheceu o amor de Deus em Veneza, na Itália, para onde foi levada para trabalhar na casa de amigos do cônsul italiano.

Foi batizada aos 21 anos após passar uma temporada em um convento cuidando da filha mais nova de seus “donos”. Quando estes voltaram, manifestou o desejo de ficar no convento e assim foi feito. Dedicou sua vida às orações e ao trabalho monástico.

Foi canonizada no ano 2000.

O nome “Bakhita” que significa em idioma africano, “afortunada”, não lhe foi dado ao nascer, mas sim, foi o nome que lhe foi imposto por seus raptores.

Sua liberdade veio após ser comprada por um cônsul italiano, onde foi acolhida de forma carinhosa e cordial. Certa vez, o cônsul retornou para a Itália e Bakhita foi junto.

Na Itália, conheceu as Irmãs Canossianas do Instituto dos Catecúmenos de Veneza, onde foi batizada com o nome de Josefina e ingressou na ordem com o nome religioso de Irmã Josefina.

Bondosa, humilde e sempre com o sorriso no rosto, Santa Josefina conquistou o coração de todos.

Escreva à RSM

email Entre em contato com a Rádio Sol Mansi.

Continuar

Ajuda RSM

helpContribua para a manutenção dos nossos equipamentos e a formação da nossa equipa.

Ajuda

Subscreva notícias

© 2019 Radio Sol Mansi
Cookie Policy | Privacy Policy

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più