Cidade de Bambadinca, região de Bafatá, acolhe a próxima jornada interdiocesana da juventude católica guineense. O anúncio foi feito na missa de enceramento da XIIª jornada diocesana da juventude católica que decorreu em simultâneo na vila de Ingoré e na cidade de Gabu.

Relativamente aos trabalhos da XIIª jornada, os dois coordenadores da comissão diocesana dos jovens e adolescentes das duas dioceses (Bissau e Bafatá), consideraram de positiva os três dias da jornada que decorreu entre os dias 12 á 14 de Maio, sob o lema “ Deus todo-poderoso realizou maravilhas a meu favor”.

Em entrevista a RSM Pe. Maciev Indeque, coordenador da comissão diocesana da juventude e adolescente da diocese de Bissau, disse que durante estes dias os jovens descobriram que eles não são futuros mas sim presente.

«Durante estes dias que estamos em Ingoré os jovens acabaram de descobrir de que não são jovens do futuro mas sim do presente para construir o futuro, por isso cada jovem tem que empenhar como exemplo do Papa Francisco que o bispo auxiliar Dom José Lampra Cá referenciou os jovens não deviam ser os jovens de sofá, mas sim jovens empenhado, dinâmico, criativo e com o sentido da responsabilidade para desenvolver o nosso país».

Igualmente o Pe. Maio da Silva coordenador da Comissão Diocesana da Juventude e Adolescente da diocese de Bafatá considerou igualmente de positivo a XIIª jornada da juventude que decorreu em Gabu.

«Balanço é positivo, porque ouve grande participação dos jovens e adolescente da nossa diocese e vimos também que eles estavam empenhados em participar em todas as actividades que agendamos para este três dias do encontro».

 Sobre escolha de vila de Bambadinca para a próxima Jornada Interdiocesana, entretanto, contestado pelos jovens de Bolama, Pe. Maio da Silva defendeu que o momento não é oportuno para a Bolama receber cerca de quatro mil jovens.

 «A jornada interdiocesana junta os jovens das duas dioceses e neste momento o nosso país não tem a condição de levar quatro mil jovens para a Bolama, não quero descartar a possibilidade de um dia a cidade de Bolama acolher os jovens da jornada, mas é bom ver a questão geográfica de Bolama», desdramatiza.

O evento juntou cerca de mil jovens da diocese de Bafatá em Gabu e em Ingoré juntou cerca de 3 mil jovens da diocese de Bissau. Durante 3 dias do encontro tanto em Gabu bem como em Ingoré não se registou nenhum incidente.

Habitualmente as jornadas interdiocesana serve-se de preparação para os jovens, por isso realiza-se no mesmo ano da Jornada Mundial de Juventude.

Por: Casimiro Jorge Cajucan/ Braima Sigá

Escreva à RSM

email 

Entre em contato com a Rádio Sol Mansi.

Continuar

Ajuda RSM

helpContribua para a manutenção dos nossos equipamentos e a formação da nossa equipa.

Ajuda

Subscreva notícias