O Capitão da selecção nacional, José Luís Mendes (Zezinho), colocou ponto final à selecção nacional de futebol, ao fim de nove anos de ligação

A decisão de Zezinho foi tornada público, esta quarta-feira (10 de Julho), através duma carta divulgada na página oficial facebook da Federação de Futebol da Guiné-Bissau.

Em curtas conversas telefónica ‘of de record’ com a Radio Sol Mansi, o capitão dos Djurtus confirmou a veracidade desta carta e explica que tomou esta decisão no Egipto, antes mesmo da eliminação da Guiné-Bissau e que a carta, hoje, 10 de Julho de 2019, divulgada na página Facebook da Federação de Futebol teria entrado nesta instituição desde o dia 05 de Julho.

A divulgação desta carta aconteceu 48 horas depois do oficial de mídia da Federação de Futebol da Guiné-Bissau, Edgar Carlos Pires, ter acusado alguns jogadores da selecção, incluindo Zezinho, de sabotaram a participação dos “Djurtus” no Campeonato Africano das Nações (CAN) Egipto 2019.

A camisa 7, José Luís Mendes Lopes “Zezinho” como é conhecido vulgarmente, renunciou a selecção nacional, ao fim de 9 anos depois da sua ligação com a Federação de Futebol. Teve duas presenças no CAN (Gabão 2017 e Egipto 2019). Contabilizou 33 internacionalização tendo marcado 2 golos.

 

Por: Idjé da Costa

Podcast

podcast

Escute quando quiser as emissões da Rádio Sol Mansi.

 

 

 

Ouvir

Escreva à RSM

email 

Entre em contato com a Rádio Sol Mansi.

Continuar

Ajuda RSM

helpContribua para a manutenção dos nossos equipamentos e a formação da nossa equipa.

Ajuda

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più