A delegação da União Europeia junto com a organização Não Governamental Afectos com Letra lançaram esta quinta-feira (10 de Maio) a segunda guia turística que permite colmatar a lacuna em termos de informações turísticas do país.

O objectivo desse trabalho foi passar para o papel informações uteis a quem vem a Guiné seja na condição de cooperante, voluntario ou turista que vem pela primeira vez.

Presente no acto, a representante do ministério do turismo Catarina Taborda afirmou que o guia ora lançado está muito mais completa em termos de informação, tendo afirmado que “ as pessoas têm uma ideia preconcebida da Guiné-Bissau pela forma negativa e nós sentimos isso quando participámos nas feiras turísticas”.

O embaixador da União Europeia no país Victor Madeira dos Santos sublinhou que a Guiné-Bissau pode encontrar no turismo, uma alternativa a outras fontes de riqueza que inevitavelmente tem mas que necessita de diversificar e “ essa diversificação é com certeza muito importante”.

Entretanto, a autora do livro Joana Benzinho reconheceu que o país tem variado recursos que podem sugerir uma mudança positiva no seu futuro, e o desenvolvimento do turismo sustentável “é certamente um deles”.

De referir que a primeira edição deste guia foi lançado em Fevereiro de 2016.

Por: Nautaran Marcos Có

Escreva à RSM

email 

Entre em contato com a Rádio Sol Mansi.

Continuar

Ajuda RSM

helpContribua para a manutenção dos nossos equipamentos e a formação da nossa equipa.

Ajuda

Subscreva notícias