Os proprietários das viaturas alugadas pelo Gabinete Técnico de Apoio ao Processo Eleitoral (GTAPE) durante o processo das eleições legislativas de 10 de Março, ameaçam impedir os trabalhos da correcção das omissões do caderno eleitoral até o governo pagar a dívida contraída, que ronda num valor de 900.000.000 milhões de franco CFA.

A posição foi expressa pelo porta-voz da comissão dos proprietários das viaturas, hoje (22/8) Altino Maia, durante uma conferência.

“ Se o governo não pagar a dívida contraída connosco nas eleições legislativas de 10 Março, que ronda num valor de 900.000.000, vamos impedir todos os trabalhos da correcção das omissões do Caderno Eleitoral que devem iniciar esta quinta-feira (22/8) ”, posicionou o proprietário.

Altino Maia, exorta ainda o governo a cumprir com a sua obrigação que é de pagar os proprietários das viaturas para que esses possam pagar os seus condutores…

“Que o governo cumpra com o compromisso assumido que é de nos pagar, porque temos os direitos, temos as famílias e temos também compromissos para com os nossos condutores que têm as suas famílias”, exortou o responsável.

Entretanto, segundo os proprietários, o governo não pode proceder com outras contratações antes de os pagar, caso contrário esses impedirão o processo da correcção das omissões do caderno eleitoral.

Por: Quina Nhaté

Podcast

podcast

Escute quando quiser as emissões da Rádio Sol Mansi.

 

 

 

Ouvir

Escreva à RSM

email 

Entre em contato com a Rádio Sol Mansi.

Continuar

Ajuda RSM

helpContribua para a manutenção dos nossos equipamentos e a formação da nossa equipa.

Ajuda

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più