A Organização Guineense de Desenvolvimento (OGD) lançou publicamente esta quarta-feira o projecto de educação, empoderamento e participação de meninas adolescente denominado “ força di badjuda sta na si djiressa”.

O evento contou com a presença de UNICEF e do governo.

Na ocasião, a representante da UNICEF Aihoa Jaureguibeitia afirmou que as meninas e os rapazes têm as mesmas probabilidades de aceder ao ensino primário.

“ As meninas e os rapazes têm as mesmas probabilidades de aceder ao ensino primário, as probabilidades de o concluir é de 5 sobre 10 para as meninas e, de 8 sobre 10 para os rapazes. A situação degrada-se para as meninas à medida que se anaça para os níveis superiores do sistema educativo, aumentando consequentemente o número de crianças fora de escola”, constatou.

Por outro lado, sublinhou que um empoderamento eficiente exige o domínio e uso de ferramentas essenciais entre as quais um alfabetismo funcional, uma educação cívica e habilidades para a vida. “ Para isso, a intervenção que se propõe tem como ponto de entrada a escola, incorporando novas oportunidades de educação para meninas adolescentes e, a mobilização e o reforço de capacidades de actores educativos”.

Entretanto, a representante da OGD Hawa Embaló diz que querem com esta iniciativa ajudar as meninas a elevarem seus níveis e prepará-las para futuro não só através de escolas, mas também de adoptá-las de outros tipos de competências que as vezes não encontram nas escolas. “ Queremos educá-las para se transformarem em mulheres conscientes dos seus papéis na sociedade”.

O projecto ora lançado visa criar programas de aprendizagem acelerada para as meninas e adolescentes.

Por: Nautaran Marcos Có

Podcast

podcast

Escute quando quiser as emissões da Rádio Sol Mansi.

 

 

 

Ouvir

Escreva à RSM

email 

Entre em contato com a Rádio Sol Mansi.

Continuar

Ajuda RSM

helpContribua para a manutenção dos nossos equipamentos e a formação da nossa equipa.

Ajuda

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più