O Porta-voz do Movimento Cívico denominado “N´misti vota” diz que a realização das eleições - nos prazos previstos por lei - não pode ser uma autorização e nem um benefício dos políticos ao povo

No ato de lançamento do movimento que visa zelar pela defesa do regime democrático no país, o porta-voz do referido movimento, Nicodemos da Silva, diz que negar as garantias políticas sociais e económicas ao povo demonstra a instauração de um governo totalitário.

“A democracia numa sociedade deriva da participação popular”

No entanto, Nicodemos afirma que o poder continua a ser exercido por grupos dedicados à criação de obstáculos que impede o povo exercer o direito de participar activamente nas decisões políticas.

“A ausência do povo anula a existência da democracia e da própria soberania nacional”

O porta-voz do movimento “N´misti vota” lembra ainda que no país é notável uma desagregação entre o sistema normativo e a realidade sócio-política.

O movimento “N´misti Vota” visa exigir do governo a marcação da data das eleições legislativas “o mais rápido possível para que país possa ter um governo democraticamente eleito”.

 

Por: Elisangila Raisa Silva dos Santos

Podcast

podcast

Escute quando quiser as emissões da Rádio Sol Mansi.

 

 

 

Ouvir

Escreva à RSM

email 

Entre em contato com a Rádio Sol Mansi.

Continuar

Ajuda RSM

helpContribua para a manutenção dos nossos equipamentos e a formação da nossa equipa.

Ajuda

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più