Os condutores de Transportes Misto afirmaram que não é justo pagar Fundo de Conservação Rodoviária devido às péssimas condições que se encontram as estradas.

Os motoristas disseram, numa entrevista à Rádio Sol Mansi sobre as más condições das estradas do interior do país, sobretudo Safim-Mpak e Safim- Jugudul, que não é justo pagar o fundo por má condições das estradas justificando este fato pelo motivo de dezenas das viaturas avariam por dia nessas estradas do interior.

“Não é justo pagar o fundo neste momento devido as más condições das estradas. Os condutores não devem pagar esta taxa na condição em que muitos carros ficam com avaria devido as péssimas condições das estradas”, referiu um condutor.

Diante desta situação, o director-geral do Fundo de Conservação Rodoviária, Mamadu Saico Djalo, disse que já lá vão 4 anos que os proprietários das viaturas de transporte misto não pagam o fundo de conservação, considerando que os condutores não têm razões de reclamar.

“Quando chegamos em 2020, já havia dois anos que os condutores não pagavam taxas de fundo de conservação rodoviária e no período da covid-19 entendemos que não era justo, só iniciamos a cobrança neste segundo semestre por isso, não vejo a razão dos condutores a reclamar do pagamento”, justificou o director-geral do Fundo de Conservação Rodoviária.

De acordo com o Fundo de Conservação Rodoviária, desde 2018 até primeiro semestre de 2022, os transportes mistos são isentos de pagar mas, continua a verificar a resistência dos mesmos em pagar o segundo semestre deste ano.

 

Escreva à RSM

email 

Entre em contato com a Rádio Sol Mansi.

Continuar

Ajuda RSM

helpContribua para a manutenção dos nossos equipamentos e a formação da nossa equipa.

Ajuda

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più