A Aliança de Juventude para a Liderança e Desenvolvimento em África (YALDA) iniciou esta quarta-feira o 7º acampamento internacional na Universidade Mohammed V em Rabat, Marrocos.

O tema deste ano é "a África na era digital: jovens abordagem da integração física através do TIC.

O acampamento vai envolver mais de 300 jovens e habilitá-los para a construção sustentável, digitalizada e, lançando-os em um mercado competitivo, caracterizado pela velocidade de trocas, permitindo uma digitalização rápida do fundo ao topo.

Será dada uma recompensa de US $ 10.000 (dez mil dólares) para o titular da ideia mais inovadora para apoiar a sua implementação, entre outros prémios e bolsas de estudo são planejadas para os finalistas.

YALDA e seus parceiros reconhecem o facto de uma África inovadora e conectada não pode ser plenamente realizado, se o continente tira proveito dos seus recursos humanos, caracterizado por uma grande população jovem. Estes jovens enfrentam desafios significativos, como a falta de acesso à informação, infra-estrutura, motivação e orientação de oportunidades.

A transição para a era digital trará benefícios para a juventude, incluindo a criação de emprego, acesso à educação através de cursos on-line acessíveis quase todos os lugares. “Então essa redução de informação assimétrica facilitará entrada no mundo do mercado de trabalho, altamente competitivo”.

Ampliar o acesso à Internet também ajudará a renovar a prestação de serviços de saúde pública, tornando-os mais eficientes e menos consumidoras.

Matthews Mmopi, presidente da YALDA Internacional, afirmou que "melhorar a cultura digital da Juventude Africana lhes oferecerá mais oportunidades para criar negócios efectivos não só em seus próprios países, mas também em África, ajudando-os a reduzir seus custos e aumentar suas vendas usando estratégias digitais precisam de empregos para seus pares. O objectivo deste acampamento é identificar formas de mobilizar o maior trunfo da África sua população para que se possa contribuir de forma significativa para o desenvolvimento do continente através das TIC.

O evento que decorre de hoje 24, até próximo dia 28, está a ser organizado em colaboração com a Comissão Económica para África (ECA), Banco Africano de desenvolvimento e a União Africana.

YALDA (www.yaldafrica.org) é uma organização internacional sem fins lucrativos que foi criada por um grupo de estudantes de Harvard em setembro de 2004. Percebendo que o futuro desenvolvimento da África requer a participação imediata de seus jovens, eles decidiram criar um fórum para conectá-los com seus pares no continente, a fim de facilitar o intercâmbio intelectual e cultural a um nível sem antecedentes.

A sede da organização situa na República do Botswana desde 7 de agosto de 2006. A missão da organização está enraizada em um forte desejo de desenvolvimento no continente africano, não só através da colaboração entre estudantes universitários e outros jovens, mas também através da criação de redes sustentáveis entre os jovens líderes e Principais profissionais de todo o mundo. Desde então, estabeleceu filiais em dezoito universidades com cerca de 25 a 80 membros cada.

Por: Nautaran Marcos Có com a colaboração da CEA

Podcast

podcast

Escute quando quiser as emissões da Rádio Sol Mansi.

 

 

 

Ouvir

Escreva à RSM

email 

Entre em contato com a Rádio Sol Mansi.

Continuar

Ajuda RSM

helpContribua para a manutenção dos nossos equipamentos e a formação da nossa equipa.

Ajuda

Subscreva notícias

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più