A ministra do Estado dos Negócios Estrangeiros, da Cooperação Internacional e Comunidades anunciou que a Guiné-Bissau pode beneficiar neste momento, através da cooperação com o Congo, do programa para modernizar o sistema aduaneiro.

O anúncio foi feito, hoje, após a assinatura de acordo com o ministro da Cooperação Internacional e Promoção de Parceria Público-Privado da República do Congo, Denis Cristel Sassou Nguessou, que se encontra no país para visita do trabalho.

De acordo com Suzi Barbosa, o acordo assinado com o seu homólogo congolês é uma assinatura histórica após 46 anos da relação entre os dois países.

Esta tarde, a comitiva ministerial seguirá para as zonas insulares. Para a chefe da diplomacia guineense será uma oportunidade para que os investidores do Congo possam ver as oportunidades de investimento na Guiné-Bissau, uma vez que o ministro é responsável pela promoção da parceria público-privada.

Depois da assinatura do acordo desta manhã, o ministro da Cooperação Internacional e Promoção de Parceria Público-Privado da República do Congo, acompanhado da sua homóloga guineense, manteve encontros com o primeiro-ministro e o vice-primeiro-ministro e igualmente o coordenador da Área Económica.

ACORDO DE MOBILIDADE NA CPLP

No entanto, a margem da assinatura do acodo, numa entrevista aos jornalistas, a chefe da diplomacia guineense diz esta terça-feira que o acordo da mobilidade no espaço CPLP vai abranger de imediato os passaportes diplomático, de serviço e especial.

Segundo a ministra do Estado dos Negócios Estrangeiros da Cooperação Internacional e Comunidades, Suzi Barbosa, a Guiné-Bissau é do grupo pioneiro a beneficiar do acordo de mobilidade no espaço CPLP, porque cumpriu com todos os trâmites legais antes de final de Dezembro último.

Em julho do ano passado, em Luanda, Angola, os países membros da Comunidade dos Países da Língua Portuguesa (CPLP) assinaram durante a XIII cimeira da organização o acordo de mobilidade no espaço CPLP. Até agora a proposta para a mobilidade na CPLP só foi ratificada por Cabo Verde, São Tomé e Príncipe, Portugal a Guiné-Bissau, e, desde 1 de Janeiro, já entrou em vigor.

 

Por: Braima Sigá

Escreva à RSM

email 

Entre em contato com a Rádio Sol Mansi.

Continuar

Ajuda RSM

helpContribua para a manutenção dos nossos equipamentos e a formação da nossa equipa.

Ajuda

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più