A Guiné-Bissau registou na semana de 15 ao 21 de Fevereiro mais 191 casos de infecção pelo novo coronavírus, para um total acumulado de 3.115, segundo os dados divulgados pelo Alto-Comissariado para a Covid-19.

Num encontro hoje (22) com os jornalistas para divulgação do estado epidemiológico do país, o Secretario Geral do alto comissariado Plácido Cardoso anunciou que desde o início da pandemia, o país tem um total acumulado de 47 vítimas mortais e 170 pacientes internados.

“Os dados indicam também que há 507 casos activos e foram dadas como recuperadas mais 96 pessoas, elevando o total acumulado de recuperações para 2.555”, anunciou.

Em relação ao aumento de casos na região de Gabú, o responsável anunciou a igreja católica suspendeu todas as suas actividades por que a região está se transformando num foco importante.

“ A Diocese de Bafatá suspendeu todas as actividades da igreja católica em Gabu por estar a se transformar num foco importante de contaminação”, acrescentou.

Entretanto, a Alta Comissária pra covid-19 Magda Robalo anunciou que a sua instituição não recomendou a reabertura das escolas nem a continuidade do encerramento das mesmas “ porque há uma avaliação em curso da qual vai-se decidir da abertura ou não das escolas”, acrescentando que a situação epidemiológica é grave e a Guiné-Bissau é dos países na áfrica Ocidental com a situação alarmante da pandemia.

De referir que o sector autónomo de Bissau continua a liderar em número de casos positivos, seguido de Biombo, Bafatá, Cacheu e Gabú.

Por: Nautaran Marcos Có

 

Escreva à RSM

email 

Entre em contato com a Rádio Sol Mansi.

Continuar

Ajuda RSM

helpContribua para a manutenção dos nossos equipamentos e a formação da nossa equipa.

Ajuda

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più