Os estudantes do país comtinuam agrupados, no espaço verde do Bairro dÁjuda, em Bissau, para a marcha pacífica que deverá terminar no palácio do governo. Entretanto, desde as primeiras horas as forças de segurança foram colocadas no mesmo local e estão a dispersar os manifestantes, facto que os estudantes consideram de violação dos seus direitos

Esta manhã, numa entrevista exclusiva á RSM, Alfa Umaro Só, coordenador da marcha, diz que embora a actuação das forças naquele local, a marcha terá lugar porque os estudantes vão continuar a reivindicar os seus direitos á educação.

Na mesma entrevista esta manhã, Alfa Umaro Só, em nome do colectivo, diz que por várias tentativas o ministério do interior recusou receber o documento dando conhecimento da manifestação desta manhã, no entanto, ameaça entrar com queixa-crime contra o Estado da Guiné-Bissau.

Entretanto, no local das manifestações está o nosso colega Marcelino Iambi que percorreu, esta manha, toda a avenida principal e constatou a presença dos polícias.

Na sequência da mesma ronda foi constatado que o impacto da manifestação é sentido nas escolas privadas que decidiram fechar as portas.

A marcha é convocada pelas três organizações académicas e da sociedade civil, nomeadamente, a Federação das Associações dos Estudantes da Escola Superior, o Colectivo das Associações dos Alunos das Escolas Públicas e Privadas e o Movimento dos Cidadãos Conscientes Inconformado que exigem o funcionamento total das aulas nas escolas públicas.

Informação em actualização também no facebook da Rádio Sol Mansi (https://www.facebook.com/radiosolmansi.net)

Por: Elisangila Raisa Silva dos Santos

Podcast

podcast

Escute quando quiser as emissões da Rádio Sol Mansi.

 

 

 

Ouvir

Escreva à RSM

email 

Entre em contato com a Rádio Sol Mansi.

Continuar

Ajuda RSM

helpContribua para a manutenção dos nossos equipamentos e a formação da nossa equipa.

Ajuda

Subscreva notícias

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più