O Governo afirmou, hoje, de que está a fazer diligências junto de um importador que prometeu trazer a quantidade de açúcar, no sentido de colmatar a atual situação que o mercado guineense está a enfrentar neste momento, devido a penúria deste produto.

Afirmação foi avançada hoje, no momento de assinatura conjunta, entre e os Ministérios das Finanças e do Comercio, que decidiram fixar o preço deste produto no mercado nacional.

Na ocasião, o titular da pasta do Comércio, prometeu retirar alvará a todo aquele que for apanhado no incumprimento desta decisão, no que diz respeito aos preços a praticar.

Aba Djalo disse que só depois de concluírem as diligências de importação de açúcar é que o governo e os operadores económicos vão fixar o preço.

“ Em relação a açúcar, estamos a diligenciar com um importador que vai trazer, grande quantidade de açúcar permitindo estancar a especulação que se está a verificar no mercado, por isso, quando culminar diligência de importação de açúcar entre os operadores económicos, vamos fixar nova tabela de açúcar e óleo alimentar”, afirmou Djaló.  

Entretanto, sobre o preço do arroz “Nhélen” 100% partido, o titular da pasta do Comércio disse que o custo atual é de 20.000 francos cfa saco de 50 quilograma.

“ (…) Em relação ao arroz, Nhelen 100% partido passa a custar no armazém de importadores 19,000 francos cfa, em relação aos grossistas passa a custar 19,500, em relação a retalhistas em Bissau, 20.000 francos cfa e no interior do país, 20,500 francos cfa, portanto essa é a nova tabela”, informou.

Durante a cerimónia de assinatura, o ministro do Comércio prometeu estar mais vigilante no que tem a ver com o cumprimento cabal do despacho conjunto recém-assinado.

“Vamos ficar muito vigilantes, intransigente para com qualquer pessoa que praticar um preço para além desse que estabelecemos, medidas duras serão tomadas. (…) Vamos mobilizar todos os nossos serviços de inspecções no sentido de fiscalizar esse despacho conjunto para o seu cumprimento cabal, portanto qualquer pessoa que surpreendido a especular o preço, terá seu armazém encerrado”, avisou.

Com o aumento dos preços de produtos da primeira necessidade junto dos importadores, fez disparar igualmente o custo junto consumidor comum. Assim, um saco de açúcar passou a custar até 40.000 mil francos cfa.

Assim, para fazer face a tudo isto, o governo adotou uma nova tabela de preço para o arroz denominado “nhélen 100% partido”, passando este a custar junto do importador 19.000 francos cfa saco de 50 kgs, grossista 19,500 cfa por saco, e retalhistas 20,000 fcfa por saco em Bissau e no interior do país o custo será de 20,500 francos fcfa saco….

Por: Bíbia Mariza Pereira

Escreva à RSM

email 

Entre em contato com a Rádio Sol Mansi.

Continuar

Ajuda RSM

helpContribua para a manutenção dos nossos equipamentos e a formação da nossa equipa.

Ajuda

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più