A população da tabanca de Sarra - arredor de Mansoa - demonstrou-se preocupada com a situação do confronto ocorrido, desde o mês Julho último, entre as duas tabancas vizinhas (Sarra e Darussalam), devido a disputa da posse de terra

A preocupação demonstrada, durante uma conferência de imprensa, esta quarta-feira (07), em Bissau, pelos representantes dos populares da tabanca de Sarra.

Segundo o porta-voz, Nilsio Ramos Mam, o confronto entre as duas tabancas no passado mês de Julho levou na morte de duas pessoas e no desaparecimento de três indivíduos da tabanca de Sarra, por isso pede o esclarecimento das autoridades em relação ao paradeiro dos desaparecido.

“Levamos o tribunal de Bissorã até local de fronteira, o sítio de confronto que levou na morte de duas pessoas e três desaparecidos que desconhecemos os paradeiros. Precisamos saber”, explica.

Por outro lado, Nilsio Ramos Mam pediu que seja feita a justiça em torno do confronto na zona norte do país para que os detidos sejam libertos e para resolver os problemas de divisões de fronteiras entre as tabancas.

“Deve haver a justiça para resolver ocorrido definitivamente, assim para que os detidos sejam libertos e regressarem as suas casas”, pede.

Segundo depoimento de populares, o ocorrido teria acontecido quando os jovens da tabanca de Sarra foram trabalharam nas matas a fim de preparar o campo para lavoura ali supostamente foram surpreendidos com ataque de populares de Darlasan que teriam alegado a invasão dos seus territórios.

Situação que obrigou a intervenção da Polícia de Mansoa que prendeu no local as pessoas envolvidas no confronto.

 

Por: Elisangila Raisa Silva dos Santos / Marcelino Iambi

Podcast

podcast

Escute quando quiser as emissões da Rádio Sol Mansi.

 

 

 

Ouvir

Escreva à RSM

email 

Entre em contato com a Rádio Sol Mansi.

Continuar

Ajuda RSM

helpContribua para a manutenção dos nossos equipamentos e a formação da nossa equipa.

Ajuda

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più