A Directora-geral do Estabelecimento de Cuidado da Saúde Pública afirmou que existem suspeitos por parte de alguns médicos que possuem carimbos falsos para emissão de juntas médicas.

Em entrevista à rádio Sol Mansi esta quarta-feira (14/8), Salimatu Sanhá, confirmou o fato, e diz que ainda que continua o processo de palificação desse documento.

“ Existe suspeito e enquanto o assunto não for bem esclarecido por órgão judiciário e Ministério Público, não podemos 100% acusar ninguém. Sabemos que circulam juntas falsas mas, não temos argumentos fortes para dar resposta, por enquanto, o Ministério Público com a Polícia Judiciária estão a fazer os seus trabalhos e só quando nos enviar um parecer ou um despacho sobre o assunto, aí vamos responder. Portanto, neste momento, não podemos adiantar qualquer resposta em relação o assuntoʺ, declarou Sanha.

A responsável convidou por outro lado, a sociedade guineense para denunciar qualquer que seja acto que não for transparente no sector de saúde para o bem de todos.

ʺNós zelamos para o bem-estar dos pacientes, respondemos as expectativas dos pacientes, se quisermos ter uma sociedade transparente e sã uma sociedade em que a população tem direito a prestação do serviço de qualidade, temos que ser capazes de denunciar a situação de juntas falsasʺ advertiu a responsável.

No entanto, advertiu a população a seguir informações credíveis para saber no mínimo do funcionamento do processo. ʺNós estamos aqui para definir a política de saúde, quem tem direito de instaurar a disciplina são o ministério Público e a Polícia Judiciária e sugiro a população que siga as informações credíveis para poder saber melhor como funciona o processoʺ.

Entretanto, a ministra de saúde garantiu esta terça-feira (13/8) que pretende resolver a situação da junta médica com a criação de uma comissão composta por especialistas idóneas com ética e moral inquestionável que farão com que seja difícil fazer passar as pessoas que não seriam prioridades para uma evacuação.

De recordar que várias pessoas entraram no território português por intermédio da junta médica mas que, nunca chegaram de apresentar nas unidades hospitalares para quais as suas consultas foram marcadas.

Sabe-se também que existem suspeitos por parte de alguns médicos que possuem e andam com carimbos falsos para emissão de juntas médicas.

Por: Quina Nhaté/ redacção

Podcast

podcast

Escute quando quiser as emissões da Rádio Sol Mansi.

 

 

 

Ouvir

Escreva à RSM

email 

Entre em contato com a Rádio Sol Mansi.

Continuar

Ajuda RSM

helpContribua para a manutenção dos nossos equipamentos e a formação da nossa equipa.

Ajuda

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più