O Ministro da Administração Territorial e Poder Local do governo de Nuno Nabiam pondera adoptar novas medidas para reorganizar a aglomeração dos utentes nos mercados do país uma vez que os casos do coronavírus estão a aumentar no país.

Todos os mercados do país são autorizados a abrir das 07h00 as 11h00 (horas da Guiné-Bissau), para compra e venda sobretudo dos bens essenciais, mas a forma como as pessoas se aglomeram é catastrófica para disseminação do vírus.

Um dos locais mais críticos em Bissau é o mercado de Caracol e Porto de Bandim, vê-se aglomeração das pessoas que não respeitam as mínimas recomendações e inclusive a maioria sem mascaras de protecção, ou seja como se não houvesse nada.

Numa entrevista à Rádio Sol Mansi (RSM), ontem (05), o ministro da Administração Territorial e Poder Local, que tutela a Camara Municipal de Bissau, Fernando Dias, disse que é necessário criar um outro critério em como condicional a entrada e saída dos utentes no mercado.

“Temos que criar um outro critério em como as pessoas possam entrar e sair, mas é um assunto que vai ser analisado porque estamos numa fase da evolução, cada vez que a situação está a evoluir, portanto esta situação da aglomeração vai ser ultrapassada brevemente”, prometeu.  

Perante esta situação da pandemia da covid-19, em muitos subúrbios de Bissau, os jovens mobilizam para fazer limpeza, mas os lixos continuam em maioria das zonas amontoados divido a fraca capacidade dos meios de transportes da Camara Municipal de Bissau para a sua evacuação.

No entanto, perante este cenário, Fernando Dias titular da pasta da administração Territorial, roga aos proprietários dos camiões que façam como os ouros empresários, pondo as suas viaturas á disponibilidade do Estado.

“Pedimos aos proprietários do camião que façam como estes empresários estão a fazer [distribuição dos produtos alimentar e higiénicos], se alguém disponibilizar o seu camião, a Camara vai assumir a parte do combustível, para podermos retirar os lixos que voluntariamente os jovens estão a colaborar depois das limpezas”.

A Guiné-Bissau já tem, oficialmente, 33 pessoas testadas positivo com coronavírus, na sua maioria a camada juvenil. Segundo autoridades sanitárias o número de infecção do caso de infecção de coronavírus subiu drasticamente, isto é, mais de 40 por cento.

 

Por: Elisangila Raisa Silva dos Santos / Braima Sigá

Podcast

podcast

Escute quando quiser as emissões da Rádio Sol Mansi.

 

 

 

Ouvir

Escreva à RSM

email 

Entre em contato com a Rádio Sol Mansi.

Continuar

Ajuda RSM

helpContribua para a manutenção dos nossos equipamentos e a formação da nossa equipa.

Ajuda

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più