O secretário executivo de Observatório da Droga e da Toxicodependência na Guiné-Bissau admitiu, hoje (26), que nos últimos meses o consumo de droga aumentou devido o confinamento adoptado pelas autoridades para evitar a propagação do novo coronavírus.

Abílio Aleluia Co Jr. falava aos jornalistas a margem das actividades alusivo ao dia internacional contra o consumo e o tráfico ilícito de drogas que o mundo celebra hoje 26 de Junho.

“ Na verdade actual situação do consumo de droga na Guiné-Bissau tem estado a aumentar de uma forma significativa no seio da camada juvenil, tendo em conta o confinamento social devido a pandemia da Covid-19, e muitos jovens passam a ser refém da própria droga, porque eles levam muito tempo confinado num único sítio”, revelou.

O responsável falou de alguns impactos na sociedade guineense provocado pelo consumo de droga, “acidentes rodoviários e aumento das doenças sexualmente transmissível. E ainda, agora há pré-adolescente de menos de que 10 anos a consumir droga”.

Para estancar o aumento de consumo de droga, Abílio Aleluia Co Jr, aponta a campanha de sensibilização e prevenção uma vez que o consumo já atingiu quatros elementos da socialização “a família, escola, Estado e a própria igreja, essas são as instituições que presa por questões de valores morais que um ser humano deve ter e hoje estas instituições estão afectado todo com a questão de droga”.

O lema escolhido este ano para celebração do dia internacional contra o consumo e o tráfico ilícito de droga é: “melhores conhecimentos melhores cuidados”.

Por: Braima Sigá

 

Podcast

podcast

Escute quando quiser as emissões da Rádio Sol Mansi.

 

 

 

Ouvir

Escreva à RSM

email 

Entre em contato com a Rádio Sol Mansi.

Continuar

Ajuda RSM

helpContribua para a manutenção dos nossos equipamentos e a formação da nossa equipa.

Ajuda

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più