O Comissário Nacional da Polícia da Ordem Pública, Celso de Carvalho, disse á Rádio Sol Mansi (RSM) que não tem conhecimento da realização da marcha dos estudantes, que deveria acontecer esta manhã (08), e proibida pelas forças de segurança

Interpelado pela RSM sobre a situação dos manifestantes, Celso de Carvalho disse á RSM que os estudantes não deram conhecimento ao ministério - ao contrário do que foi avançado pelo colectivo estudantil.

Celso de Carvalho disse que o Ministério do Interior não deu ordens aos polícias para espancar os estudantes em manifestação.

“O ministério do interior não dá ordem para bater em cidadãos, mas os polícias reagem quando a situação foge do controlo”, admite.

Também ouvido pela RSM, o jurista guineense, Jurista Edmar Nhaga, afirma que os sucessivos impedimentos das marchas pelas forças de segurança no país são uma afronta a constituição da república da Guiné-Bissau.

“Não tem cabimento a realização das manifestações porque nenhuma instituição funciona nos finais da semana”, explica.

Edmar disse ainda que é lamentável a proibição das manifestações porque a Guiné-Bissau é um estado de direito e é preciso que os governantes respeitem as leis. O jurista lembra que os alunos podem avançar com uma queixa-crime contra Estado da Guine Bissau.

Igualmente, o secretário-geral da união Nacional dos Trabalhadores da Guiné, diz que existe interpretação destorcida da lei de manifestação porque os estudantes estão a exercer os seus direitos.

Júlio Mendonça, diz que vem contra o direito doa alunos o espancamento por parte da polícia por isso exorta a intervenção da sociedade civil contra as greves nas escolas pública.

 

Por: Elisangila Raisa Silva dos Santos

Podcast

podcast

Escute quando quiser as emissões da Rádio Sol Mansi.

 

 

 

Ouvir

Escreva à RSM

email 

Entre em contato com a Rádio Sol Mansi.

Continuar

Ajuda RSM

helpContribua para a manutenção dos nossos equipamentos e a formação da nossa equipa.

Ajuda

Subscreva notícias

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più