HOMEM DE 40 ANOS DE IDADE ACUSADO DE ABUSAR SEXUALMENTE DE CRIANÇA DE TRÊS ANOS DE IDADE

Um homem de nacionalidade de Conacri-guineense, de aparentemente 40 anos de idade, foi acusado de violar sexualmente uma criança de 03 anos de idade, o ato aconteceu no Bairro d´Ajuda, zonas do fim de alcatrão.

Segundo informações a criança encontra-se bem neste momento, mas com lesões na sua parte íntima.

Esta situação foi denunciada pela mãe da criança que confirmou que o acusado colocou a criança no seu colo, depois entrou com a criança numa casa de banho ali existente. Binta Mbundé mãe da criança disse que depois do ocorrido, a criança foi assistida por um médico em casa.

“Eu sempre controlo o corpo da minha filha. Ela chegou aflita e a chorar e só depois de alguns minutos conseguiu explicar que foi violentada sexualmente. A minha filha sentou no colo dele (abusador) e eu queria fazê-la levantar, mas pensei que era por uma boa intenção. Depois do ocorrido fui direto ao banheiro e como não tenho força suficiente tentei tirá-lo de lá alguns vizinhos vieram-me ajudar”, explica a mãe da criança que depois explica que suspeito conseguiu na altura fugir do local.

Uma das testemunhas disse que viu o suspeito entrar com a criança no banheiro, mas pensou que fosse pai e filha.

“Eu pensei que fosse o pai da criança. Mas mesmo assim tentei saber o que foi fazer no banheiro com a criança. Depois de alguns minutos a mãe da criança veio e encontrou o abusador e depois começou a agredi-lo”, informa a testemunha que diz ficar revoltada com a mesma situação.

Segundo as informações, o caso é do conhecimento da polícia e o suspeito está foragido, e a família da criança exige que a justiça seja feita.  

 

Por: Rádio Sol Mansi

Escreva à RSM

email

Entre em contato com a Rádio Sol Mansi.

Continuar

Ajuda RSM

helpContribua para a manutenção dos nossos equipamentos e a formação da nossa equipa.

Ajuda

Subscreva notícias

© Radio Sol Mansi
Cookie Policy | Privacy Policy

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più