15
Sep
2017

A judoca guineense e pentacampeã africana da modalidade na categoria de 48 quilos, Taciana Baldé, garante conquistar mais medalhas na próxima competição mundial a decorrer em Novembro no Senegal

A judoca Taciana Lima Baldé que falava aos jornalistas, após a audiência com o chefe de Estado, que durou um pouco mais de dez minutos, diz que a sua visita é para agradecer e apresentar, a José Mário Vaz, a ultima medalha que conquistou na competição Africana em Madagáscar.

A atleta guineense garantiu, no entanto, ao povo guineense além de mais vitória na competição mundial que deve decorrer em Novembro, no Senegal, elevando a bandeira da Guiné-Bissau ao mais alto nível.

“Podem esperar o que o que sempre tenho feito. Trabalhar com muita força de vontade e determinação para que eu possa pôr a bandeira da Guiné no mais patamar para que possamos ouvir o hino da Guiné muitas vezes”, promete.

Taciana diz que retoma aos treinos com mais força e agora a Guiné-Bissau é representada por duas atletas do Judo e em Novembro estarão em competições no Senegal e reafirma a determinação no sucesso durante as competições.

Entretanto, o ministro de desporto, Tomas Gomes Barbosa, sublinhou que a vinda da Taciana à Guiné-Bissau é um colorido naquilo que é o desporto nacional e ela demonstra que temos capacidades e talentos no país.

“Vamos falar com o primeiro-ministro, Umaro Sissoco Embalo, para falarmos daquilo que, de facto, constitui as possibilidades do governo em termos de apoias a atleta Taciana porque a carreia vai terminar mas a vida continua”, explica.

Taciana Lima Baldé, atleta judoca guineense, nascida no Brasil, em 1983, de categoria 48 quilos, começou a praticar judo em 1995 e já ganhou cinco medalhas. Actualmente faz parte dos dez melhores do ranking do mundo.

 

Por: Elisangila Raisa Silva dos Santos / Binta Djata

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più