11
Mar
2020

O Serviço da Radiologia do Hospital Nacional Simão Mendes (HNSM) está parado desde meados de Novembro passado, actualmente os familiares dos pacientes são obrigados a recorrer outros centros de saúde para conseguir este serviço

O Director de Serviço da Radiologia, do Hospital Nacional Simão Mendes, Hécio Norberto de Pina Araújo, entrevista esta quarta-feira (11 de Março), à Rádio Sol Mansi (RSM), afirma que o Governo tem conhecimento do aparelho danificado e estava a espera do orçamento para poder responder as necessidades dos pacientes.

“Temos praticamente dois aparelhos de mesa telecomandado doado pela BAD que não está a funcionar desde a sua instalação devido alguns componentes que está a faltar, então temos dois portátil móvel que estamos a funcionar com ele, um tem avaria e Médicos Sem Fronteiras estava a tentar buscar a placa, segundo engenheiros que diagnosticaram para poder fazer funcionar então como ficou muito tempo parado não conseguiu e o segundo tem problema de filamento há um engenheiro que estava no serviço e ele está doente”, explica.

Segundo ele, desde meados de Novembro os pacientes têm que recorrer aos outros centros hospitalares e clinicas privadas e caso dos que estão internados o Hospital disponibiliza uma ambulância para outros centros ou são custeados pelos familiares.

“O governo tem conhecimento disto e estava a aguardar o engenheiro para apresentar um diagnóstico concreto qual é o problema para solucionar”, sustenta.

Mais de três meses que o serviço de radiologia do hospital nacional Simão Mendes está parado.

 

Por: Elisangila Raisa Silva dos Santos / Bíbia Mariza Pereira

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più