03
Sep
2019

O Secretariado Nacional do Património de Estado promete novas medidas para que nenhuma viatura seja utilizada fora da hora dos serviços, no entanto, já foram identificadas várias viaturas públicas paradas nas oficinas em uma situação de degradação

Nas oficinas e nas casas particulares a Rádio Sol Mansi (RSM) constata que é comum o estacionamento das viaturas com matrículas de Estado em situação avançada de degradação. Por vezes a viatura é vista sem vidros, portas, assentos e motor.

Em entrevista à Rádio Sol Mansi, hoje (03 de Setembro), Paulo Victor Teixeira, director dos Recursos Humano no Secretariado Nacional do Património de Estado, disse que os ministérios não têm controlo sobre a quantidade de viaturas que despõem.

Por isso, está a ser construído um parque de estacionamento que deverá albergar todas as viaturas públicas evitando perdas materiais do bem comum.

“O que nos dificulta é quês os ministérios não têm consciência das viaturas que dispõem mas já fizemos levantamento de todas as viaturas ao nível nacional e estamos a construir um parque de estacionamento que deverá juntar que pretendemos recuperar”, sustenta.

Paulo Teixeira, que actualmente ocupa as funções do secretário nacional do património de Estado, admite que as pessoas fazem mau uso das viaturas públicas e roubam materiais da própria viatura.

“As vezes as pessoas fazem o mau uso das viaturas intencionalmente. A viatura tem uma vida útil de quatro ainda e mesmo assim por vezes está em boas condições, o que acontece é que os ministérios ou pessoas individuais interessam pela viatura para o uso pessoas e daí deparamos com várias dificuldades porque as pessoas subtraem as peças da viatura intencionalmente porque fazemos avaliação com base nas condições actual das viaturas. Um dia antes vê-se a viatura a circular normalmente mas no dia seguinte (dia da avaliação) vê-se viaturas sem motor e outras peças”, explica.

Por várias vezes, o governo tinha tomado medidas impedindo as viaturas públicas de circularem até depois das 16 horas (de Bissau) mas acabaram por não ser cumprida.

Entretanto, o director dos Recursos Humanos no Secretariado Nacional do Património de Estado diz à RSM que medidas serão reactivadas punindo todas as entidades que utilizam as viaturas públicas fora da hora normal do expediente.

“Todas as pessoas vistas com viaturas públicas a circularem depois das 16 horas ou antes das 8 horas, a não ser que seja por missão, vai ser punida conforme a legislação”, adverte.

Na mesma entrevista, o Secretariado Nacional do Património de Estado explica que já foram identificadas mais de 50 instalações pertencentes ao património de Estado da Guiné-Bissau que devem ser recuperadas para o bem nacional

As casas de Estado, construídas para o benefício dos que estão em pleno exercícios de funções, na sua maioria, é ocupada por ilegalmente por pessoas que deixaram de exercer as funções no Estado. Entretanto, depois de identificadas, estão a correr os trâmites normais para a venda.

 

Por: Elisangila Raisa Silva dos Santos

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più