19
Aug
2019

 O Procurador-geral da República afirmou hoje (19/8) que o Ministério Público depara actualmente com dificuldades a nível dos recursos humanos e equipamentos.

Ladislau Embassa deu esta declaração após um encontro com o presidente da Republica cessante José Mário.

De acordo com o procurador, actualmente o Ministério Público depara em concreto com vários problemas em termos da operacionalidade para dar uma resposta adequada.

“ Neste momento, o Ministério Público depara-se com dificuldades a nível dos recursos humanos e equipamento que não existem, portanto, é uma responsabilidade do estado que tem que ser cumprida por outro e também ao nível dos magistrados que precisam ser capacitados, reciclados porque os magistrados são os principais operadores na área de combate a corrupção”, sugeriu.

Por outro lado, Procurador-geral da República apelou aos deferentes órgão de soberania a prestarem um atenção particular ao sector judicial, tendo em conta que “é um órgão muito importante para a consolidação da democracia e no combate a criminalidade nas suas diversas vertentes”.

“As dificuldades que existem são vários e de uma maior operacionalidade e uma capacidade de resposta adequada do Ministério Publico que neste momento é um problema. É isso que viemos a informar ao chefe de estado para perceber que é importante que todos os órgãos da soberania prestassem uma atenção particular ao sector judicial tendo em conta que é um órgão muito importante para a consolidação da democracia e no combate a criminalidade nas suas diversas vertentes”, advertiu.

Embassa disse ainda ter abordado o mesmo assunto com o residente da Assembleia Nacional Popular e com o presidente do Supremo Tribunal da Justiça.

Por: Amade Djuf Djaló

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più