O representante da Câmara de Comércio Portugal Guiné-Bissau disse que nada justiça o facto de a Guiné-Bissau estar entre os 5 países mais pobres do mundo e que os conflitos institucionais estão a fazer com que o país perca muitos investimentos.

“…os agentes políticos têm de ganhar consciência de que estão em função das pessoas, estão em função do povo e estão em função de quem os elege. A Guiné-Bissau perdeu dezenas de anos em conflitos indistintos…” 

Jorge Sousa esteve no país para assistir a Conferência China-CPLP, momentos antes da sua partida esta quarta-feira falou a RSM.

“Chegamos ao pais com cerca de 33 empresários e como tal neste momento nos estamos a ver o quais destes contactos era resultar, esperemos que negócios, empresas e investimento para a Guiné-Bissau…”

Afirmou que a instituição está a promover várias conferências para promover o investimento de empresas nacionais e estrangeiras no turismo, infra-estruturas, electricidades e mais áreas, mas que nada é possível sem um quadro politico mais ameno.

A Câmara foi criada com vista ao fortalecimento do investimento e das relações comerciais entre as empresas Portuguesas e Guineenses em 2015.

Reportagem: Redacção

Podcast

podcast

Escute quando quiser as emissões da Rádio Sol Mansi.

 

 

 

Ouvir

Escreva à RSM

email 

Entre em contato com a Rádio Sol Mansi.

Continuar

Ajuda RSM

helpContribua para a manutenção dos nossos equipamentos e a formação da nossa equipa.

Ajuda

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più