02
Sep
2019

O Presidente da República (PR) cessante, José Mário Vaz, promete anunciar, na próxima quinta-feira (05), a composição o gabinete da directoria da campanha. José Mário Vaz diz sentir-se satisfeito com o desempenho das funções e quer continuar no cargo por mais cinco (05) anos

Esta segunda-feira (02) deveria ter uma pronunciação pública sobre as pessoas que devem trabalhar para a reeleição de Mário Vaz, mas o acto ficou adiado para daqui a três dias.

Ao lado de Mário Vaz está o seu conselheiro para a área da Defesa e Segurança, Botche Candé, que apoia esta intenção.

Na Quinta-feira passada (29 de Agosto), José Mário Vaz anunciou à sua intenção de recandidatar, na presença de jovens de diferentes zonas do país que compõem os movimentos de Apoio a Botche Candé e JOMAV.

O Presidente da Republica cessante prometeu continuar no próximo mandato para manter a paz civil, a tranquilidade interna e a liberdade como conquista do caminho da consolidação.

“ (…) Ao merecer a vossa confiança lutarei no próximo mandato tal como fiz neste para manter a paz civil, a tranquilidade interna e a liberdade como conquista do caminho da consolidação. As condições estão criadas para o progresso económico e social”, promete.

José Mário Vaz sustenta que os dinheiros a serem esbanjados durante a campanha eleitoral serão resultados da corrupção e da má gestão do dinheiro do Estado.

“Só não vê quem não quer ver”, adverte.

O presidente cessante diz que os que fazem marchas e vigílias enganam e mobilizam mulheres e jovens para servirem os seus interesses e que foram caladas em troca de nomeações de cargos de Ministros, Directores ou em outras funções.

Além de José Mário Vaz, oito individualidades já manifestaram a intenção de concorrer às presidências, nomeadamente, Carlos Gomes Júnior , independente, Domingos Simões Pereira apoiado pelo PAIGC, Umaro Sissoco Embalo pelo MADEM-G15, o líder da Assembleia do Povo Unido – Partido Democrático da Guiné-Bissau (APU-PDGB), Nuno Gomes na Bian, Iaia Djalo do Partido da Nova Democracia (PND) e Idriça Djalo do Partido da Unidade Nacional (PUN).

Mário Serafim da Goia, Vladimir Deuna e Nancy Schwartz também pretendem concorrer à presidência da República. De salientar que Nancy é a única mulher até agora na corrida.

 

Por: Elisangila Raisa Silva dos Santos / Bíbia Mariza Pereira

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più