Alguns partidos políticos, na maioria sem assento parlamentar, promete entregar, ainda hoje (08 de Outubro), uma nota do protesto ao primeiro-ministro, Aristides Gomes, para exigir a reintegração, no processo de recenseamento eleitoral, de todos os partidos sem expressão parlamentar

A posição foi transmitida à imprensa depois de encontro promovido pelo PRS, segunda maior força parlamentar, o MADEM-G15, e a APU-PDGB, com os outros partidos que não têm representação parlamentar.

Segundo Jorge Mandinga, porta-voz dos partidos presentes no encontro, o encontro visa concertar a posição dos políticos face ao do chefe do executivo que “não faz inclusão dos partidos sem assento parlamentar no seguimento do processo eleitoral”.

Jorge Mandinga admite, por outro lado, que para atingir o número traçado pela Comissão Nacional de Eleições (CNE), com o actual ritmo do recenseamento, o processo vai precisar de 5 meses.

O encontro dos partidos políticos vem na sequência do encontro da semana passada entre o presidente da república, José Mário Vaz, e alguns partidos políticos, com a sociedade civil, com os líderes religiosos, com a CNE e com o GTAPE.

 

Por: Elisangila Raisa Silva dos Santos

Podcast

podcast

Escute quando quiser as emissões da Rádio Sol Mansi.

 

 

 

Ouvir

Escreva à RSM

email 

Entre em contato com a Rádio Sol Mansi.

Continuar

Ajuda RSM

helpContribua para a manutenção dos nossos equipamentos e a formação da nossa equipa.

Ajuda

Subscreva notícias

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più