O país acolhe cerca de vinte activistas da Guiné-Bissau e Cabo-verde para o seminário lusófono de reforço de capacidade dos usuários de drogas injectáveis e seus supervisores em liderança transformacional

O encontro que começou esta segunda-feira com duração de 5 dias, (07 a 11 de Maio), é no âmbito do programa regional PARECO, redução de danos VIH/tuberculose e outras co-morbidades e a promoção dos direitos humanos de usuários de drogas injectáveis em 5 países da Africa Ocidental, Costa de Marfim, Cabo-verde, Burkina Faso, Senegal e Guiné-Bissau.

O Director-geral da promoção e prevenção de saúde, Agostinho Ndumba, chamou atenção, na abertura do seminário, do mal que este fenómeno pode causar a sociedade se não houver intervenção de pessoas especializadas na aérea.

“Se ontem tínhamos considerado que a Guiné-Bissau era só caminho de passagem das drogas, devemos estar hoje preparadas para enfrentar problemas de saúde pública, causada pela droga” alertou afirmando depois que “as suas missões são de salvar as vidas em qualquer lugar onde há perigo à vida humana”.

Entretanto, Mohamed Djicó, Secretário permanente do comité sectorial de luta contra sida, afirmando que a solução “é aceitar a situação para puder enfrentar o processo e buscar mecanismos para os contornar, porque é um fenómeno que está a crescer a nível da nossa sociedade” acrescenta.

Mamadu Aliu Djaló, director geral da ONG-ENDA, explica que o programa regional redução de danos VIH/tuberculose e outras co-morbidades tem quatro objectivos específicos priorizados, “a produção de informação estratégica, o reforço de capacidade dos usuários de drogas e dos atores que intervêm junto dos usuários de drogas, a melhoria do ambiente socio jurídico e o modelo inovador de comentação das boas práticas a nível destes países perto da liderança” finaliza.

O seminário tem como a finalidade reforçar as competências dos usuários de drogas injectáveis (UDI) e os seus supervisores em liderança transformacional com vista a adoptá-los de ferramentas necessárias a redução dos danos, a promoção da sua inclusão e dos seus direitos humanos.

O encontro é promovido pela ONG-ENDA e financiado pelo Fundo Mundial de Luta Contra Sida, Tuberculose e Malaria.

Por: Anézia Tavares Gomes

Podcast

podcast

Escute quando quiser as emissões da Rádio Sol Mansi.

 

 

 

Ouvir

Escreva à RSM

email 

Entre em contato com a Rádio Sol Mansi.

Continuar

Ajuda RSM

helpContribua para a manutenção dos nossos equipamentos e a formação da nossa equipa.

Ajuda

Subscreva notícias

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più