26
Mar
2020

A Empresa de telecomunicações Orange Bissau põe à disposição do governo meios técnicos, logísticos e financeiro orçado em 55 milhões de francos CFA para o combate a pandemia do Coronavírus.

A disponibilização consiste na doação de 30 milhões de franco CFA que será consagrada à aquisição de equipamento sanitários, de medicamentos e de kits de lavagem de mãos outro sim como no fornecimento de acesso à internet entre outros.

Depois da formalidade do termo, o representante da Orange Bissau Brutus Sadou Diakite diz que perante a situação do COVID 19 não podia deixar autoridade de saúde na luta a esta pandemia sozinho.

“A Orange não podia ignorar a população no momento como essa da crise da pandemia do coronavírus por isso, traz esta ajuda que tem múltiplas facetas como a nossa contribuição na luta contra ao COVID 19”, sublinho o representante da Orange Bissau.

Por seu turno, o ministro da saúde pública António Deuna satisfeito com apoio diz que o gesto acontece no momento preciso em que toda franja da sociedade é chamado para lutar contra o Coronavírus.

“Essa doação veio exactamente no momento preciso porque a pandemia do coronavírus assola todo o mundo e neste aspecto é preciso ter solidariedade de vários parceiros assim garantimos ao representante que a doação chegará ao seu destino”, garantiu o titular da pasta da saúde guineense.

Jorge Mandiga ministro dos transportes e Telecomunicações prometeu trabalhar com Orange para melhoria de redes de telecomunicações no país.

“Em nome do governo da Guiné-Bissau e em nome da nossa população agradecer a Orange para este gesto significativo no luta contra ao coronavírus por isso continuaremos trabalhar com eles para melhoria de condições de rede telecomunicações deste país”, garantiu Mandiga.

Segundo Orange Bissau, continuará mobilizado em toda a segurança, para assegurar a continuidade dos serviços de telefonia móvel, do acesso à internet, e de transferência de dinheiro, solidarizando-se com às autoridades sanitárias e às populações para juntos atravessar esta crise ligado à pandemia de Coronavírus.

Por: Marcelino Iambi

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più