O número dos infectados a pandemia do novo coronavírus subiu esta sexta-feira para quinze (15) casos no país e um (1) caso inclusivo que está a aguardar o resultado da amostra.

A informação transmitida pela porta-voz da Comissão do Centro de Operação de Emergência em Saúde durante uma conferência de imprensa que visa apresentar o boletim diário epidemiológica do Covid19 na Guiné-Bissau.

Numa altura em que a situação Mundial é de 896 mil e 450 casos confirmados e 45 mil e 526 mortes, no qual o continente africano já registou 4 mil e 702 casos e 127 mortos devido ao coronavírus.

Aissatu Forbs Djalo diz que das 17 amostras pendentes, 6 diagnósticos acusaram positivos e um inconclusivo em que clinicamente os pacientes estão sendo avaliados.

“Nas últimas 24 horas, foram diagnosticados 6 novos casos positivos no país, das 17 amostras pendentes (10 são negativos, 6 positivos e 1 inconclusivo), que totaliza 15 casos de coronavírus no país, clinicamente os pacientes estão sendo avaliados pela equipa de gestão clinica”, relatou a porta-voz da comissão.

Por seu turno, Tumane Balde membro da comissão interministerial considerou a situação do novo coronavírus de muito grave e sério em que estão em perigo a vida de toda franja da sociedade guineense.

“A situação é sério e grave e está em causa vida de todas a sociedade por isso, não é mero capricho para o governo colocar a força da defesa e segurança nas ruas uma vez que é grande custo por isso, deve haver o cumprimento. Mais os guineenses têm hábito dos são-tomenses ver e crer”, criticou.

Balde alertou que a situação pode subir ainda por número acelerado nos próximos dias por isso, apela o cumprimento do confinamento domiciliar.

“Se analisar o logaritmo de contactos que os infectados já causaram eventualmente podemos estar num número 3 vezes mais dos infectados no mínimo por isso, a tendência é de subir ainda nos próximos tempos facto muito preocupante que exige o cumprimento das normas imposto pelo governo”, referiu Tumane Balde.

De acordo com a comissão do Centro de Operação de Emergência em Saúde, o centro de internamento no hospital nacional Simões Mendes para o coronavírus foi equipado já com 20 camas assim como duas salas, um para infectados e um para suspeitos.

Por: Marcelino Iambi

Podcast

podcast

Escute quando quiser as emissões da Rádio Sol Mansi.

 

 

 

Ouvir

Escreva à RSM

email 

Entre em contato com a Rádio Sol Mansi.

Continuar

Ajuda RSM

helpContribua para a manutenção dos nossos equipamentos e a formação da nossa equipa.

Ajuda

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più