O Movimento de Cidadão Consciente e Inconformados, ameaça sair na rua amanhã, sexta-feira, pedindo prisão á todos os envolvidos no desvio do arroz doado pela China

Os manifestantes irão caminhar de espaço verde do bairro d´Ajuda ao palácio do governo, com o slogan “marcha para prender todos os ladrões de povo”.

Na conferência de imprensa, esta quinta-feira (11), o Vice-Presidente do Movimento de Cidadão Consciente e Inconformados, Badilé Domingos Sami, exige que todos os evolvidos na caso de arroz doado pela República Popular da China que sejam presos.

Badilé Domingos Sami diz estar atento a qualquer tentativa da Procuradoria impedir a investigação.

“A PGR vai assumir as suas consequências”, enfatiza.

No entanto, o Movimento de Cidadão Consciente e Inconformados afirma que o Ministério do Interior recusou, muitas das vezes, receber as cartas do esclarecimento da marcha.

“Por isso o Ministério de Interior vai saber da actividade do nosso movimento através dos órgãos de comunicação social”, sustenta.

O caso do arroz da China está a gerar polémica e envolve altas figuras do país.

No entanto, a Polícia Judiciária mandou prender o ministro da agricultura mas a ordem não foi cumpridas porque, segundo uma fonte da RSM, o ministro recusa cumprir o mandato. Segundo o advogado a PJ chegou a arrombar a porta do gabinete do ministro Nicolau dos Santo tirando-o a força.

A Liga já reagiu o caso e pede a PJ para prosseguir com as investigações.

Por: Elisangila Raisa Silva dos Santos

Podcast

podcast

Escute quando quiser as emissões da Rádio Sol Mansi.

 

 

 

Ouvir

Escreva à RSM

email 

Entre em contato com a Rádio Sol Mansi.

Continuar

Ajuda RSM

helpContribua para a manutenção dos nossos equipamentos e a formação da nossa equipa.

Ajuda

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più