14
Aug
2019

 A ministra de saúde garantiu que vão descongestionar o Hospital Nacional Simão Mendes para que possa fazer seu trabalho de hospital de referência que só tem que tratar casos complicados que exigem tratamentos por especialistas.

Magda Robalo que falava a reportagem da Rádio Sol Mansi diz ainda que com esta medida, as pessoas com situações mais simples serão vistos e tratados nos centros de saúde.

“ Temos a intenção de descongestionar o hospital Nacional Simão Mendes para que possa fazer seu trabalho de hospital de referência que só tem que tratar os casos complicados que exige tratamentos por especialistas. Isto implica que as pessoas com situações mais simples sejam tratadas nos centros de saúde. Sabemos que há uma grande procura de cuidados que acontece no hospital Simão Mendes que não deveria acontecer e vamos revitalizar as estruturas periféricas para que possam dar respostas às necessidades das populações”, explicou.

Entretanto, garantiu que se houver estabilidade governativa, em 4 anos, vão conseguir ter a maior percentagem da população com cobertura de cuidados de saúde de qualidade.

“ Dentro de 4 anos, não vamos ter 100% de cobertura com cuidados de saúde de qualidade, mas em 4 anos, se houver estabilidade governativa, posso garantir que vamos conseguir ter a maior percentagem da população a ser coberta com cuidados de saúde de qualidade. Não vamos ter todos os meios sofisticados de diagnóstico e de tratamento, não vamos poder dar os tratamentos “topo de gama” no nosso país dentro de 4 anos, mas vamos ser capazes sem grandes demoras dar os melhores cuidados ou evacuar para o estrangeiro, aqueles que não podem ser tratados no país”, garantiu.

Relativamente a afectação do pessoal médico e enfermeiro, a titular da pasta de saúde defende que deve ser observada normas e regulamentos que passa desde habitação e escolas para suas crianças “ para que consigamos reter as pessoas nas regiões e zonas retomas e que não fiquem isoladas e completamente cortadas de qualquer possibilidade de levar uma vida satisfatória e que lhes dê prazer de trabalhar fora de Bissau”.

Ao finalizar, revelou que têm neste momento um programa de reabilitação de centros de saúde nas regiões depois da confirmação dos centros a reabilitar.

Por: Nautaran Marcos Có

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più