O Magistrado do Ministério Publico, Blimat Sanha, liderou, hoje (09), a retirada dos 400 sacos de arroz do povo num armazém em Penha, Bissau, acompanhado de Policias da Intervenção Rápida e na presença de um dos agentes da Organização das Nações Unidas

Segundo a informação que a RSM teve acesso, o ministério público arrombou o cadeado do armazém e retirou os 400 sacos de arroz oferecidos pela república popular da China.

A mesma fonte confirma a RSM que o arroz recuperado foi apreendido pela PJ que aguardava o fim da investigação do processo “Arroz do povo”.

Embora várias tentativas, mas o magistrado do ministério publico que dirigiu a operação e encontrava-se no local, não aceitou dar nenhuma informação. No entanto, de seguida a operação foi cancelada, logo a chegada do advogado do ministro da agricultura, e foi comprado novo cadeado e o armazém foi novamente fechado.

Sabe-se que o arrombamento aconteceu na ausência do dono e não teve a participação da Policia Judiciaria.

A RSM sabe que a operação deve continuar esta sexta-feira (10).

Entretanto, até sexta-feira última, tudo indica que continua o braço de ferro entre a PJ e o Ministério Público em relação a competência ou não da operação “arroz do povo” na quinta do ministro da agricultura, em Tchalana. O procurador Geral da República tinha prometido, na semana passada, que a ordem iria ser cumprida.

O Ministério Público teria dado, até o sábado passado, para a PJ devolver o arroz aprendido na ultima operação mas, no entanto, a PJ nega cumprir a ordem alegando que a sua intervenção teve peso da lei.

 

Por: Elisangila Raisa Silva dos Santos / Bíbia Pereira / Iaia Quadé

Podcast

podcast

Escute quando quiser as emissões da Rádio Sol Mansi.

 

 

 

Ouvir

Escreva à RSM

email 

Entre em contato com a Rádio Sol Mansi.

Continuar

Ajuda RSM

helpContribua para a manutenção dos nossos equipamentos e a formação da nossa equipa.

Ajuda

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più