18
Dec
2019

Os Magistrados do Ministério Público estão reunidos, em Bissau, numa acção de formação para trocas de experiencias, desafios e melhores práticas em matéria de luta contra o branqueamento de capitais e o financiamento de terrorismo

Durante esses dias os magistrados vão debater a investigação do crime, acusação por crime, condenação por branqueamento de capitais e cooperação internacional em matéria de combate á branqueamento de capitais.

Na abertura o Representação do Ministro, Rui Ferreira, Conselheiro do Ministro das Finanças para a área de relação internacional, disse que o encontro é para reforçar a eficácia na investigação e repressão de branqueamento de capitais.

“Esta iniciativa ao nosso ver irá permitir aos participantes debater como a questão relacionadas com experiencia e desafios melhores praticas na investigação na criminalidade financeira por parte dos juízes e dos magistrados do ministério publico do país, estamos certo que a iniciativa terá também em conta a necessidade de melhorar a cooperação internacional e o entendimento actualizado do método que são usados para branquear capitais e financiar terrorismo”.

Para o Presidente do CENTIF, Justino Sá, o encontro visa levar o conhecimento dos temas debatidos em deferentes entidades.

“A realização deste seminário enquadra-se na actividade da Célula Nacional de Tratamento de Informações Financeiras (CENTIF-GB) para o presente ano iniciado desde Janeiro que tem a ver com a formação e sensibilização e capacitação de todos atores que atuam em matéria de luta contra branqueamento de capitais e financiamento de terrorismo na Guiné-Bissau, essa acção da Célula Nacional de Tratamento de Informações Financeiras (CENTIF-GB) em colaboração com a GIABA, tem como finalidade levar ao conhecimento das diferentes entidades a noção e o perigo que representa o fenómeno de branqueamento de capitais e financiamento de terrorismo para o país e em particular o sistema financeiro”.

Os Magistrados do Ministério Público estão a ser capacitados em matéria de luta contra o branqueamento de capitais e o financiamento de terrorismo.

 

Por: Elisangila Raisa Silva dos Santos / Bíbia Mariza Pereira

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più