23
Dec
2019

A Rede dos Jovens dos Pequenos Estados Insulares em Desenvolvimento (SYAH) encorajou hoje (23/12) as entidades estatais e privadas a tomarem medidas adequadas face às práticas que promovem o desenvolvimento sustentável.

O pedido é feito pelo coordenador da rede Assana Camara, na abertura de encontro que reuniu os jovens estudantes para debaterem o assunto ligado a “causa e efeito de mudanças climáticas no nosso quotidiano”.

“Hoje em dia, verifica-se a degradação acentuada de quase todas as zonas húmidas de Bissau. Notamos ainda que o aumento da temperatura que se faz sentir em quase todas as estações do ano, assim como a elevação do nível do mar”, notou.

Nesta perspectiva, aproveitamos para exortar as entidades estatais e privadas na tomada de medidas adequadas face às práticas que promovem o desenvolvimento sustentável”

De acordo ainda com este responsável, “a contribuição dos jovens em prol do desenvolvimento sustentável não deve resumir na plantação das árvores, mas sim, de estar na altura de propor soluções inovadoras para reduzir os impactos causados pela alteração climáticas”.

Já a coordenadora do Gabinete de Seguimento das Espécies do Instituto da Biodiversidade e das Áreas Protegidas (IBAP), Aissa Regalla Barros disse que, “ um dos maiores desafios do país é de investir seriamente na educação e criar premissas de base para que a população possa evoluir e elevar o nível do conhecimento sobre a importância dos recursos naturais e de desenvolvimento sustentável, incutir aos jovens as questões ambientais especificamente sobre os impactos das alterações climáticas na vida social e económica do país, o que demostra que os jovens tem um papel fundamental neste processo” .

O encontro é financiado pelo Fundo das Organizações das Nações Unidas para Educação, Ciência e a Cultura (UNESCO) e contou com a presença das duas organizações juvenis o Conselho Nacional da Juventude (CNJ) e a Rede Nacional das Associações Juvenis (RENAJ).

Por: Braima Sigá

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più