13
Sep
2019

A ministra da Justiça e dos Direitos Humanos aponta a estabilidade política como factor para inverter a má imagem do sector da justiça na Guiné-Bissau

Em entrevista à Rádio Sol Mansi (RSM), esta sexta-feira (13), Rute Monteiro, disse que as constantes quedas dos governos dificultam a tomada de decisão que contrária os interesses instalados no aparelho da justiça.

Na mesma entrevista, a titular da pasta da Justiça revelou que neste momento já foi começada a reforma neste sector.

Relativamente à aglomeração das pessoas nos serviços de conservatório e notariado, Rute Monteiro disse que o facto deve-se a falta dos recursos humanos e, neste momento, o ministério está empenhado na formação das pessoas para melhor dar a resposta aos utentes.

A Reforma no sector da justiça tem sido solicitada pelos guineenses e até mesmo no acordo de Conacri, em algumas vezes, nos relatórios do Conselho de Segurança das Nações Unidas, foram feitas recomendações sobre a necessidade de ser reformado o sector da justiça.

 

Por: Elisangila Raisa silva dos Santos

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più