21
Sep
2017

“O ensino da história enquanto ferramenta para a construção e consolidação da paz na Guiné-Bissau” é o lema da quarta sessão da terceira edição do ciclo de conferências, realizada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisa (INEP)

A quarta sessão da terceira edição do ciclo de conferências decorreu no anfiteatro do INEP, sob a liderança do historiador e director geral do INEP, Leopoldo Amado, na presença de diferentes personalidades e estudantes.

A ocasião serviu para o Leopoldo Amando realçar que o tema é abrangente que quase obrigada a fazer escolhas, e remete “imediatamente” a questionar o porquê que a história é chamada no processo da construção da paz.

“Hoje posso falar evidente e capaz que a prosperidade não se conquista unicamente na base económico”, afirma.

Ainda para ele a construção do que se chamou de um novo humanismo que seja capaz de ir para além de humanismo preconizada da renascença assim de forma clara que implica que o seu nome possa apresentar referencias.

O INEP, com o apoio do Gabinete Integrado das Nações Unidas para a Consolidação da Paz na Guiné-Bissau (UNIOGBIS), tem organizado conferência para ajudar na administração pública.

 

Por: Elisangila Raisa Silva dos Santos / Anézia Tavares Gomes

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più