03
Jun
2020

A Secretária de Estado de Gestão Hospital do governo de Nuno Gomes Nabiam disse que a situação do hospital Nacional Simão é preocupante tendo em conta o número de pacientes que recebe ao nível Nacional

A preocupação de Cornélia Lopes foi manifestada, hoje, depois de uma visita feita no hospital Nacional Simão Mendes para se inteirar da real situação daquele que é o maior centro hospitalar do país. Aos jornalistas, Cornélia admite que a situação do hospital é débil.

Também depois da visita do governo, o director do Simão Mendes, Agostinho Semedo, garante que, neste momento, existe oxigénio suficiente para todos os internados no hospital e actualmente estão em curso diligências para que a fábrica do oxigénio possa aumentar a produção.

Agostinho Semedo pede esforços sincronizados na luta contra a Covid-19 na Guiné-Bissau.

O Centro de Operação e Emergência em Saúde tem alertado sobre escassez do oxigénio nos hospitais do país na luta contra o coronavírus. Actualmente, o oxigénio é encomendado no estrangeiro porque a produção local não é suficiente.

 

Por: Elisangila Raisa Silva dos Santos / Quina Nhaté

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più