No quadro da celebração do dia mundial dos oceanos, 8 de Junho, o ministério de pescas, realiza, esta sexta-feira (07 de Junho), debates sobre vários temas ligados aos oceanos, mostrando a importância dos oceanos no clima e como elemento da biosfera.

Na cerimónia foi realizada no auditório do IBAP “ Dr. Alfredo Simão da Silva”, presidida pela ministra de pescas, Adiato Djalo Nandigna, que afirma na ocasião que “ a Guiné-Bissau é o primeiro país no mundo com maior superfície de mangal em termos relativos, 12º no mundo em termos absolutos e 2º lugar em Africa depois da Nigéria”.

Segundo a governante o país possui áreas marinhas, que representam 26% do território nacional, constituídas por 5 parques nacionais, 2 parques naturais, área marinha protegida comunitária, 1 reserva de biosfera e 4 sítios de zonas húmidas de importância mundial” enaltece.

A governante garante que o país fez e continua a fazer esforços para proteger “o seu ambiente costeiro de alto valor intimamente ligado ao oceano atlântico, em grande medida através da criação de áreas marinhas protegidas em que a pesca”.

Para Nandigna o encontro ora realizado serve de partilha de experiencia e de consciencialização sobre o presente e o futuro dos oceanos e também da humanidade.

“Porque partilhamos o mesmo destino, daí a necessidade da consciência colectiva sobre utilização dos oceanos, principalmente as zonas insulares e costeiras, na valorização do seu potencial”

O lema deste ano é é: “Juntos podemos proteger e renovar os nossos oceanos”. A data serve para consciencializar as pessoas dos impactos das ações humanas nos oceanos, mobilizando a população mundial para a sua preservação.

Tendo em conta que os oceanos ocupam dois terços da superfície da Terra e por meio da interacção com a atmosfera, litosfera e biosfera, têm um papel importante nas condições climáticas do planeta e a Guiné-Bissau é banhada pelo grande oceano atlântico, com uma parte do seu território é de natureza arquipelágica declarado pelo UNESCO como reserva da biosfera e ainda o país depende em grande parte do mar e dos seus recursos.

 

Por: Elisangila Raisa Silva dos Santos / Anézia Tavares Gomes

Podcast

podcast

Escute quando quiser as emissões da Rádio Sol Mansi.

 

 

 

Ouvir

Escreva à RSM

email 

Entre em contato com a Rádio Sol Mansi.

Continuar

Ajuda RSM

helpContribua para a manutenção dos nossos equipamentos e a formação da nossa equipa.

Ajuda

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più