21
Feb
2018

Guiné-Bissau será palco de 15 a 18 de Abril de 2019 do 5º Congresso Internacional de Educação Ambiental dos Países das Comunidades de Língua oficial Portuguesa.

O encontro decorrera sob lema: Migração e Crise Ecológica, Leitura e Respostas Desde a Educação Ambiental.

Informação foi avançada esta quarta-feira (21 de Fevereiro) em Bissau pelo presidente de associação portuguesa para educação ambiental durante a conferência de imprensa para lançamento oficial dos preparativos do encontro.

Joaquim Ramos Pinto explica a escolha do tema para o congresso que se realiza na ilha de Bijagós.

«Tema: “Migração e Crise Ecológica, Leitura e Respostas desde a Educação Ambiental”, quer dizer que nós queremos repensar quais são os problemas actuais aos níveis das emigrações e os níveis da crise ecológica, quais as principais problemáticas ambientais que em cima da mesa de trabalho dos políticos e como é que a educação ambiental pode responder e contribuir para resolver estes problemas das emigrações e da crise ecológicas», explica ramos Pinto.  

 Ponto focal da Rede-Luso na Guiné-Bissau Fernando Saldanha, falou dos ganhos que o país poderá conseguir com a realização do evento internacional, nesta perspectiva exorta as instituições do estado e a comunidade em geral para abraçarem o projecto.

“Em termo ambiental, o país e a comunidade vão ter muitos ganhos porque vão ter no solo pátrio de Amílcar Cabral 250 delegados para em conjunto trocarem experiencia, conhecimentos e informação sobre educação ambiental”, conta Saldanha.

Saldanha sublinha ainda que em termo materiais, a Guiné-Bissau vai ter o privilégio de ter em Bubaque um centro multifuncional “e finalmente em termos sociais e económicos ou financeiros o país vai poder arrecadar com este congresso muitos milhões de francos CFA”.

A missão chegou ao país esta terça-feira e vai deslocar-se ainda (21 de Fevereiro) as ilhas de Bolama Bijagós, região anfitriã do referido congresso para entre outras finalidades, apresentar o grupo de trabalho, contactos e reuniões de trabalhos com as comunidades locais e visitas aos estabelecimentos de alojamentos.

O IV Congresso Internacional de Educação Ambiental dos Países da CPLP foi realizado na ilha do Príncipe, em São Tome e Príncipe entre os dias 18 e 21 de Julho do ano passado.

Por: Braima Sigá

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più