Os deputados expulsos do Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo-Verde (PAIGC) que pertencem ao grupo dos 15 são admitidos a participar como simples delegados no congresso dos libertadores que terá lugar de 30 de Janeiro a 4 de Fevereiro, em Bissau

A decisão saiu nos dois dias da reunião extraordinária do comité central do PAIGC que esteve reunido durante dois dias em Bissau.

Numa entrevista aos jornalistas, Ali Hijazi, secretário Nacional do PAIGC, diz que só os deputados dos 15 com pleno direito irão participar no congresso como simples delegados. Segundo Ali o PAIGC admitiu os deputados expulsos na posição que ocupavam anteriormente para, desta forma, cumprir com o acordo de Conacri.

O secretário-nacional do PAIGC diz ainda que a presença da ECOMIB e das forças nacionais foram solicitadas para assegurarem o congresso devido a várias ameaças de perturbação que o partido tem sofrido ultimamente.

De 30 de Janeiro à 4 de Fevereiro terá lugar, em Bissau, o IXº congresso do PAIGC e até agora não existe nenhum candidato formal.

No congresso participam 1233 delegados que virão de todo o país e da diáspora. No congresso também deverão participar diferentes partidos do mundo.

Por: Elisangila Raisa Silva dos Santos

Podcast

podcast

Escute quando quiser as emissões da Rádio Sol Mansi.

 

 

 

Ouvir

Escreva à RSM

email 

Entre em contato com a Rádio Sol Mansi.

Continuar

Ajuda RSM

helpContribua para a manutenção dos nossos equipamentos e a formação da nossa equipa.

Ajuda

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più