O governo e as partes intervenientes no processo das eleições voltam a sentar-se a mesma mesa com vista a análise do cenário das realizações das eleições no país. Uma das datas propostas pelo executivo é 17 de Fevereiro de 2019 mas cabe ao presidente a marcação da data

Durante o mesmo encontro o primeiro-ministro, Aristides Gomes, apresentou os três cenários para a realização do escrutínio, nomeadamente, 17 ou 24 de Fevereiro e ainda 10 de Março de 2019.

Na sala estavam os responsáveis da Comissão Nacional das Eleições (CNE), do Gabinete Técnico do Apoio ao Processo Eleitoral (GPTAPE), partidos políticos, a comunidade internacional agrupados no P5, a Sociedade Civil e a imprensa nacional e estrangeira.

Também aos participantes foram esclarecidos a presença dos técnicos da empresa Nigeriana no GPTAPE em torno dos trabalhos no software e dos kits.

De acordo com Aristides Gomes, o encontro visa resolver todos os problemas ligados a preparação das eleições a Guiné-Bissau que envolve também o recenseamento eleitoral em curso que deverá terminar na quarta-feira próxima.

“Precisamos ter a regra de jogo bem finada antes das eleições e resolver os problemas. Há vários cenários 17 ou 24 de Fevereiro e 10 de Março mais para o governo convém-nos 17 de Fevereiro mais quem decide é o presidente da república”, atira o primeiro-ministro.

Para o director interino do GTAPE, Cristiano Na Bitam, os técnicos da empresa Nigeriana que se encontram no país estão para reforçar a instituição na organização e no aumento da capacidade do servidor “para que os trabalhos do recenseamento possam ser mais fiáveis”.

Por seu turno, Baptista Té, um dos vice-presidente da APU-PGB, mostrou-se céptico em relação aos trabalhos dos técnicos Nigerianos no servidor.

“Se tem correcção que devia ser feita precisamos saber que tipo para reforçar a capacidade. Eu estou com dúvida porque se o servidor não recebeu ainda os dados previstos é porque estará cheio”, sustenta Baptista Té que promete acompanhar a situação.

Na Guiné-Bissau a situação da presença dos técnicos da empresa Nigeriana, no GTAPE, que, segundo as autoridades visa ajudar no trabalho de sincronização da base de dados do recenseamento, tem vindo a suscitar várias críticas dos partidos políticos.

Entretanto, o encontro de hoje (17) deverá ser concluído, na sexta-feira (21), para que as datas propostas sejam discutidas e propostas ao presidente da república.

 

Por: Elisangila Raisa Silva dos Santos / Marcelino Iambi

Podcast

podcast

Escute quando quiser as emissões da Rádio Sol Mansi.

 

 

 

Ouvir

Escreva à RSM

email 

Entre em contato com a Rádio Sol Mansi.

Continuar

Ajuda RSM

helpContribua para a manutenção dos nossos equipamentos e a formação da nossa equipa.

Ajuda

Questo sito fa uso di cookie per migliorare l’esperienza di navigazione degli utenti e per raccogliere informazioni sull’utilizzo del sito stesso. Leggi di più